Números

O consumidor brasileiro elevou a sua confiança pelo sexto mês seguido. A alta mais expressiva foi entre pessoas com menor poder aquisitivo.

População de menor renda está mais confiante com a economia

O consumidor brasileiro elevou a sua confiança pelo sexto mês seguido. A constatação é de uma pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas, divulgada nesta semana. O nível atingiu 86,6 pontos no mês de outubro. Esse é o maior patamar desde dezembro de 2014. A alta mais expressiva foi entre a população com menor poder aquisitivo. O deputado federal Caio Narcio (PSDB-MG) aponta que a tendência é de recuperação econômica no país.

População de menor renda está mais confiante com a economia

O consumidor brasileiro elevou a sua confiança pelo sexto mês seguido. A constatação é de uma pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas, divulgada nesta semana. O nível atingiu 86,6 pontos no mês de outubro. Esse é o maior patamar desde dezembro de 2014. A alta mais expressiva foi entre a população com menor poder aquisitivo. O deputado federal Caio Narcio (PSDB-MG) aponta que a tendência é de recuperação econômica no país.

“Eu acho que tudo é resultado de um contexto. Todos os fatores vão influenciando na consciência do consumidor. Seja o valor dos juros, seja o valor do dólar que cai, seja o valor do combustível que na bomba fica mais barato. Eu acho que tudo isso cria um ambiente pra gente fazer uma retomada da economia. E esses fatores, é claro que participam de um globo de organização, que devolva ao Brasil a confiança, e aos brasileiros a possibilidade de voltar a investir e voltar a consumir”, declarou.

Caio Narcio também ressaltou o trabalho do Congresso Nacional em votar medidas de reequilíbrio econômico, como a PEC 241/16 – que limita os gastos públicos, aprovada em segundo turno, na madrugada desta quarta-feira, na Câmara dos Deputados.

“Ontem nós ficamos até as 3 horas da manhã votando o segundo turno da PEC 241. Não é uma PEC simples. É uma PEC de dois turnos, que exige um quórum qualificado de mais de 308 deputados. Demonstra que o Congresso tá comprometido com as mudanças que precisam acontecer no país. Essa demonstração dá confiança para o mercado, dá confiança para o brasileiro. Mas dá perspectiva para que a gente possa voltar a sonhar com o Brasil que vai aos poucos voltando para os trilhos novamente”, disse.

O nível de confiança do consumidor em outubro teve uma alta de 1,8 pontos em relação ao mesmo período do ano passado. A pesquisa ainda revelou que houve melhora na intenção de compras de bens duráveis pelo quinto mês consecutivo, atingindo o maior nível desde março de 2015.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/2facHJy