Números

Produção industrial cai em 8 dos 14 locais pesquisados, diz IBGE

Após sucessivas quedas, a produção industrial brasileira caiu mais uma vez em oito dos 14 locais pesquisados em maio na comparação com o mês anterior. O recuo é consequência direta da forte crise econômica que atingiu o país após 13 anos de sucessivos governos do PT. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (7) pelo Instituto de Geografia e Estatística (IBGE). Os recuos mais intensos foram registrados no Paraná (-3,5%), Goiás (-2,3%), Pará (-1,9%) e São Paulo (-1,6%).

7 de julho de 2016

Brasília (DF) – Após sucessivas quedas, a produção industrial brasileira caiu mais uma vez em oito dos 14 locais pesquisados em maio na comparação com o mês anterior. O recuo é consequência direta da forte crise econômica que atingiu o país após 13 anos de sucessivos governos do PT.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (7) pelo Instituto de Geografia e Estatística (IBGE). Os recuos mais intensos foram registrados no Paraná (-3,5%), Goiás (-2,3%), Pará (-1,9%) e São Paulo (-1,6%).

De acordo com a reportagem, na comparação com o mesmo mês do ano passado, o setor, que teve recuo de 7,8%, mostrou que 12 locais tiveram queda na produção, com destaque para Espírito Santo (-18,9%) e Paraná (-11%).

O IBGE afirma que a queda ocorreu em razão de fatores relacionados à diminuição na fabricação de bens de capital, bens intermediários, bens de consumo duráveis e bens de consumo semi e não-duráveis, como calçados, produtos têxteis, vestuário e bebidas.

De janeiro a maio de 2016, a produção nacional caiu em 12 locais. A retração foi mais intensa que a média nacional (-9,8%) no Espírito Santo (-21,6%), Amazonas (-18,8%) e Pernambuco (-18,7%).

Segundo a reportagem, nos cinco primeiros meses do ano, também fecharam com resultado negativo o Rio de Janeiro (-9,5%), Minas Gerais (-9,4%), Paraná (-8,9%), Goiás (-8,1%), Santa Catarina (-7,3%), Rio Grande do Sul (-6,2%), Ceará (-5,8%) e região Nordeste (-3,2%).

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: Site do PSDB

Link para ler no original: http://bit.ly/29sJPWO